Dia de mães e de filhos

Vou reproduzir o que postei no Facebook, há pouco. 

Porque não terei tempo de editar nada. 

Vou encontrar a minha mãe. Almoçar com ela. Mimá-la. 

Ela gosta, eu também. 

E a gente se sente presa e parte dessa imensa e invisível teia que chamamos de cultura.

 

Diz-se que ser mãe só é possível às mulheres, mas que maternar é possível a qualquer um. 

Penso nos meus amigos e amigas e familiares que passarão o dia de hoje com suas mães. 
E nos meus amigos e amigas e familiares que também passarão o dia de hoje com suas mães – presentes na lembrança, gravadas indelevelmente na memória afetiva. 

E nos que, não tendo conhecido suas mães, são injustamente chamados de sem mãe, pelaí. O que é bem pior do que ser chamado de filho da mãe.

E nas mulheres que perderam seus filhos. 

Um viva a todas as mulheres que deram/darão à luz, um dia. E a todas – e todos – as que maternam/maternaram, pela estrada da vida afora!!!

Anúncios

Sobre lifega

Ande um pouco comigo, antes de me perguntar quem sou.
Esse post foi publicado em Miscelânea e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s