Dois anos depois…

… um post aqui publicado (“Cracolândia”. Qual?) volta a ser procurado e lido. Muito provavelmente por causa do título e pela atual movimentação em torno do assunto.

O crack é uma droga, em muitos sentidos. Existem muitas outras drogas e muitas delas são usadas por gente que se acha acima de qualquer suspeita. Inclusive que se acha acima da suspeita de que seja um dependente de drogas. Mas, então, o que dizer das ritalinas, dos êxodus, das fluoxetinas, dos paracetamois e dipironas, dos descongestionadores nasais e das nicotinas? Dos rivotris e tegretois, dos dormonides, serenus e toda a corja?

Bem, só vim aqui pra dizer que o cara em que votei, no final do mesmo ano em que me indignei com as balas de borracha no corpo e na alma dos já frágeis dependentes de crack, foi eleito. E, desde então, resolveu escutar as pessoas envolvidas diretamente na situação dos habitantes daquele planeta imaginário, muito mencionado pelos que lá nunca foram: a “Cracolândia”. Escutou dependentes e trabalhadores sociais os mais diversos, que atuam nesse campo. E, então, algo novo aconteceu. Está acontecendo: dignidade e respeito, no lugar de bala de borracha e desprezo.

Daí, só queria fazer umas perguntinhas pra quem acha que pode esticar o dedo, confortável e estrategicamente posicionado atrás de um monitor ou diante da tela de seu gadget predileto, para criticar aquilo que os políticos de sua preferência ideológica nunca fizeram quando podiam – e deviam – ter feito e para falar daquilo que bem possivelmente não entende, nem quer entender.

Quem quiser que responda. Ou que comente, lá no lugar dos comentários. Vou gostar de ler. Lá vai:

1) Que tipo de tratamento você prefere receber, se for o alvo da intervenção do poder público? Justifique sua escolha.

a) Prefere ser tratado com respeito e dignidade, receber proposta de trabalho, roupas, remuneração e tratamento médico ou

b) Acha melhor ser tratado com desprezo, aviltes e balas de borracha (ou de fogo, se bobear)?

2) Você acredita haver situações que justificam tratar cidadãos de maneira desrespeitosa?

a) Sim. (Justifique sua escolha)

b) Não. (Justifique sua escolha)

c) Em termos (Explique os motivos)

d) Não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe. (JUSTIFIQUE SUA ESCOLHA)

Anúncios

Sobre lifega

Ande um pouco comigo, antes de me perguntar quem sou.
Esse post foi publicado em Direitos Humanos, Miscelânea, Políticas Públicas, Sampa, Violência e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s