Haja coragem…

O vídeo abaixo é um dos inúmeros que se podem encontrar no youtube, sobre o tema da deficiência e das barreiras arquitetônicas e/ou barreiras atitudinais presentes no cotidiano das pessoas com deficiência.

Pelas pessoas sem deficiência muitos desses “detalhes” passam despercebidos. A gente não costuma se importar muito com aquilo de que não sente falta ou não precisa, como reza o senso-comum. 

A questão é que, no caso das pessoas com deficiência, grupo social de que se pode dizer minoritário (o que não “refresca” nada), as coisas não se processam como se fosse um problema de raça, gênero ou condição sócio-econômica (três aspectos muito comuns nas discussões sobre diversidade e preconceito, por exemplo). Como diz Lennard Davis, autor de Bending over Backwards (New Your University Press, 2002), ao considerar o fato de que, apesar de tantos brancos abraçarem a “causa” dos negros, heteros defenderem os homossexuais, poucas pessoas sem ecoam a causa das pessoas com deficiência: brancos não vão virar negros, poucos heteros vão se tornar gays, mas qualquer pessoa normal pode se tornar deficiente, de um momento para o outro.  

E haja coragem pra não ter medo!

Anúncios

Sobre lifega

Ande um pouco comigo, antes de me perguntar quem sou.
Esse post foi publicado em Deficiências, Inclusão e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s