Mais Marilena Chauí

SERRA AMEAÇA A DEMOCRACIA E A REPÚBLICA

Marilena Chauí

 

1. Serra, o devoto de última hora. Conquista ocidental moderna: separação entre Estado e religião, a república laica. Numa república democrática laica, a crença religiosa é uma questão de consciência individual e não uma decisão do Estado. Portanto, tomar questões religiosas como questões políticas de governo é um atentado contra a república democrática e não podemos admitir isso que vem sendo feito pela campanha de Serra, o devoto de última hora. E também não podemos admitir que um grupo  minoritário em qualquer religião queira manipular a consciência de pessoas cujas crenças são profundas e sinceras.

2. Serra ameaça dos direitos democráticos: Democracia: criação de novos direitos e garantia dos direitos existentes. Governo Lula: democrático por que: a) pelos programas sociais assegurou direitos novos elevando milhões de brasileiros à condição de cidadãos; b) pela política econômica, assegurou os direitos econômicos nacionais; c) pela política externa assegurou o direito do Brasil de ser independente e ser ouvido como parceiro de igual para igual entre as grandes potências mundiais.

Como Serra ameaça a democracia? Pela privatização tucana:

a) Serra quer privatizar o pré-sal, conforme artigo publicado em Valor Econômico;

b) Serra foi o maior defensor da privatização da Vale do Rio Doce, conforme declaração de FHC pública, na época;

b) FHC destruiu direitos sociais ao recusar a responsabilidade do Estado e transformar direitos sociais como a educação e a saúde em serviços a serem comprados no mercado.

3. Serra ameaça a democracia. Democracia: direito à informação; direito de produzir e difundir informações e de receber informações. Provas de que a mídia que sustenta Serra está ameaçando a liberdade de pensamento e de expressão:

a) o caso espetacular da demissão de Maria Rita Kehl pelo Estadão porque discordou da linha editorial do jornal, o qual, aliás, faz campanha pela liberdade de opinião e de imprensa contra o PT!!!  A mídia quer a palavra de mão única, o que é uma ameaça à democracia. Aliás, não é formidável, em matéria de desrespeito pela opinião pública, o fato de que, perante a avaliação do governo Lula com 80% de ótimo e bom a mídia insista em apresentá-lo como tendo todos os piores desempenhos do mundo? A opinião pública discordante não vale!!!

b) a desinformação: 1)  uma mídia eletrônica publicou a morte de Tuma, no primeiro turno, afetando os resultados para o Senado em SP; 2) um jornal afirmou que Dilma iria retirar o tema do aborto do programa de governo, mas este tema não está no programa de Dilma e não está no programa por que a descriminalização do aborto não é uma decisão presidencial e sim do poder legislativo (câmara federal e senado)

Para que serve a desinformação? A desinformação serve para transformar em tema de campanha questões isoladas para evitar a discussão que deve ser feita, isto é, a discussão sobre os projetos de nação de cada candidato. Portanto, de duas, uma: ou Serra não tem projeto ou Serra tem medo de discutir um projeto que contraria a opinião de 80% de brasileiros que julgam, o governo Lula ótimo e bom e, portanto, desejam a continuidade com Dilma. Serra quer a desconversa.

 

4. Serra ameaça o meio ambiente.

No primeiro turno, Serra venceu nas regiões de latifúndio, que são ligadas ao DEM. Setores da agro-indústria que ameaçam o meio ambiente. Os ambientalistas sabem disso e não é por acaso que Marina tem dito publicamente que tem o PT no coração. Ela sabe qual é o risco de um governo tucano.

 

5. Aborto

Antes de tudo: não vamos permitir que essas eleições se transformem num plebiscito sobre o aborto!!! Isso é pura má-fé!

Essa questão não é uma decisão do presidente da república e sim do poder legislativo.

a) nenhuma mulher deseja o aborto, pois é uma violência física e psicológica;

b) muitas mulheres e sobretudo muitas meninas sofrem a violência do estupro, às vezes por parte de pais, irmãos, parentes, às vezes por agressão de rua – é justo que essas vítimas tenham que suportar o peso dessa violência, sobretudo quando se trata de incesto?

c) por isso muitas mulheres fazem aborto e como não há legislação adequada, correm risco de morte e, no caso das meninas, o risco de esterilidade para o resto da vida – é justo que isso aconteça com as vítimas?

Por isso é preciso diferenciar entre o fato das mulheres serem contra o aborto e defenderem a descriminalização do aborto.

A descriminalização significa:

1) o aborto é um problema de saúde pública;

2) uma legislação adequada determinará em que condições uma mulher tem direito ao aborto em condições humanas. Que eu saiba, é exatamente isso que se chama caridade, palavra que vem da palavra grega Káris  e significa benevolência, carinho, reconhecimento, alegria e glória.

Anúncios

Sobre lifega

Ande um pouco comigo, antes de me perguntar quem sou.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s