15 de outubro

A existência de uma data pra celebrar o Dia do Professor sempre me intrigou, especialmente porque nunca me pareceu merecer tanta atenção como a sua vizinha mais próxima, o Dia das Crianças. Ou a importância desmesurada que recebem suas ilustres colegas das tábuas de efemérides: o Dia das Mães, o Dia dos Pais, o dia de Finados, o dia de Natal, etc…

Seja como for, não é de hoje que se comemora a data.

Em homenagem aos professores de todos os tipos, de todos os níveis, de todas as horas, aí vão algumas informações sobre a origem da celebração. 

Dia do Professor
Foi em 15 de outubro, no ano de 1827, que o imperador D. Pedro I criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, todas as cidades, vilas e lugarejos deveriam ter suas “escolas de primeiras letras”. A primeira comemoração de um dia dedicado ao professor só aconteceria 120 anos depois, em 1947.

Em São Paulo, na pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, quatro professores tiveram a idéia de organizar um dia de parada. A celebração foi oficializada nacionalmente como feriado escolar em outubro de 1963.
O Decreto Federal 52.682, de 1963, define a razão do feriado: “Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias”. Comemore esse dia que é de todos.

[fonte: http://www.capes.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/36-noticias/3251-15-de-outubro-dia-do-professor]

Post Scriptum: Parece que ninguém tem sido punido, por não cumprir o Decreto.

Anúncios

Sobre lifega

Ande um pouco comigo, antes de me perguntar quem sou.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para 15 de outubro

  1. Roseli Silva disse:

    Lígia, bem-vinda à blogosfera!!
    Encurtemos distâncias – tenho certeza de que será um prazer ler você por aqui!
    beijo

  2. Lígia,
    “Eu já. Eu já fui no blog dela, vou dizer a todos. Vá você também para conhecer as ideias, as informações, as belas mensagens da querida MESTRA, com quem tanto tenho aprendido.
    E, em seu dia Lígia, desejo a você muito tempo e disposição para partilhar seu conhecimento e suas conquistas com todos nós.
    Felicidades, amiga.
    Antonia

  3. Lígia,
    O decreto de 15 de outubro de 1827 é o marco da criação da escola elementar brasileira, visto que, até então, os jesuítas haviam criado o Ensino Secundário, no intuito da formação dos seminaristas. A formação elementar era desenvolvida nas residências, geralmente por preceptores.
    Porém, Lígia, esse marco não se constitui na verdadeira implantação da escola pública no Brasil, porque o Imperador deixou a inciativa por conta dos presidentes das províncias e estes tinham outras prioridades.
    É interessante observar que, por este decreto, as professoras não poderiam ensinar Matemática, msmo sendo aprovadas em exames iguais aos dos homens. Observe ainda que somente as mulheres precisavam provar sua “reconhecida honestidade”. Veja os artigos 6º e 12º
    Art. 6º Os professores ensinarão a ler, escrever, as quatro operações de aritmética, prática de quebrados, decimais e proporções, as noções mais gerais de geometria prática, a gramática de língua nacional, e os princípios de moral cristã e da doutrina da religião católica e apostólica romana, proporcionados à compreensão dos meninos; preferindo para as leituras a Constituição do Império e a História do Brasil.
    Art. 12. As Mestras, além do declarado no Art. 6º, com exclusão das noções de geometria e limitado a instrução de aritmética só as suas quatro operações, ensinarão também as prendas que servem à economia doméstica; e serão nomeadas pelos Presidentes em Conselho, aquelas mulheres, que sendo brasileiras e de reconhecida honestidade, se mostrarem com mais conhecimento nos exames feitos na forma do Art. 7º.
    Enfim, minha amiga, outras formas de preconceito permeiam nossas escolas ainda hoje.
    Convido-a a visitar o novo site do Fórum Oeste de Educação Inclusiva, como espaço de estudo e debate da educação de todos. http://www.foei.com.br
    Até mais
    Antonia
    Beijos
    Antonia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s